quarta-feira, 28 de junho de 2017

CAMINHADA PELA PAZ ENCERRA 5º SEMANA ESTADUAL SOBRE DROGAS


Alunos de escolas do município, juntamente com servidores públicos, autoridades e o povo, saíram às ruas da cidade nesta sexta-feira, 23 de junho, em uma caminhada pela paz.

A iniciativa é da Secretaria de Educação e Esporte (SEE) através do Nucleo Estadual de Educação e da Secretaria de Segurança Pública do estado através das polícias militar e civil, através da 5º Semana Estadual Sobre Drogas – Programa de Mãos dadas: Construindo Cultura de Paz, que aconteceu em todo o estado do Acre. Uma ação do Gabinete da Vice Governadora Nazaré Araújo.


FONTE: PORTAL TARAUACÁ

quinta-feira, 22 de junho de 2017

CAMINHADA CONTRA AS DROGAS ACONTECE NESTA SEXTA FEIRA


Governo do Estado do Acre, está promovendo a 5º Semana Estadual Sobre Drogas - Programa de Mãos dadas: Construindo Cultura de Paz, que acontece de 19 a 23 de junho. Uma ação do Gabinete da Vice Governadora Nazaré Araújo que será organizada, no município de Tarauacá, pelo Núcleo Estadual de Educação, em parceria com as escolas, Polícias Civil e Militar. 

Todas as escolas das redes estadual, municipal e federal, instituições públicas e privadas, sociedade civil organizada e população em geral, estão convidadas a participar de uma grande caminhada pelas ruas da cidade, nesta sexta feira, 23 de junho, com início previsto para as 16 horas. A concentração vai ser na Praça Municipal.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Núcleo Estadual de Eduaação promove 5ª Semana Estadual Sobre Drogas no município de Tarauacá

Reunião com os Gestores das Escolas.
Governo do Estado do Acre, está promovendo a 5º Semana Estadual Sobre Drogas - Programa de Mãos dadas: Construindo Cultura de Paz, que acontece de 19 a 23 de junho. Uma ação do Gabinete da Vice Governadora Nazaré Araújo que será organizada, no município de Tarauacá, pelo Núcleo Estadual de Educação, em parceria com as escolas, Polícias Civil e Militar. 

Em reunião realizada com os dirigentes das escolas ficou pactuado a realização de uma grande caminhada pelas ruas da cidade, no dia 23 de junho, com início previsto para as 16 horas. A concentração vai ser na Praça Municipal.

Semana faz alusão ao Dia Internacional da Luta contra o Uso Indevido e o Tráfico de Drogas (Foto: Val Fernandes/Secoom)

Promover o debate social. É com este enfoque que o governo do Estado, por meio do gabinete da vice-governadora Nazareth Araújo, deu início à programação da Semana Estadual sobre Drogas, nesta segunda-feira, 19, no Teatro da Universidade Federal do Acre (Ufac).

As atividades se iniciaram com a abertura do Fórum Permanente de Drogas: Direito, Prevenção e Cuidado em Rede. Envolvendo gestores públicos, professores, acadêmicos e a sociedade civil, a programação se estende até esta sexta-feira, 23, com ações na capital e interior do estado.

Além de fomentar a temática, a semana faz alusão ao Dia Internacional da Luta contra o Uso Indevido e o Tráfico de Drogas – 26 de junho. Instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a data visa mobilizar e inspirar as pessoas a agir contra o uso de drogas.

“Essa é a tríplice hélice do social, que é a união da academia, fazendo essa leitura sobre a nossa sociedade e problemáticas atuais. Portanto, é essencial o envolvimento da universidade com a realidade vivenciada tanto pelo poder público, no estabelecimento de novas políticas públicas, quanto das organizações da sociedade civil, como Instituto Fé e Política. É satisfatório ver a reunião de várias entidades, promovendo um bom debate e se unindo no combate às drogas”, frisou a vice-governadora.
5ª edição da Semana Sobre Drogas

Esta é a quinta edição da Semana Estadual sobre Drogas. No ano passado, estima-se que 75 mil pessoas tenham participado do evento que, este ano, promove exposições artísticas de pacientes do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), oficinas, abordagens de pessoas em situação de rua, apresentação musical do projeto Som da Liberdade, roda de conversa e outras.

Guida Aquino, vice-reitora da Ufac, destaca a importância do evento. “Essa é uma temática de grande relevância para os nossos jovens, estudantes da Ufac e de outras instituições, pois nos permite planejar políticas públicas que erradiquem o uso de drogas, que é tão danoso a nossa sociedade”, salientou.

Para a estudante Alice Santos, 23 anos, o debate sobre os malefícios do uso de drogas é atual e deve ser fomentado. “É muito bom ver que os órgãos estão se unindo para debater essa questão, pois temos visto cada dia mais os jovens se envolvendo com drogas e, consequentemente, com o mundo da criminalidade”, afirmou.

A solenidade foi marcada por um ato ecumênico do Instituto Fé e Política do Acre e apresentação musical do cacique do Centro de Cultura e Pesquisa Huni Kuin de Plácido de Castro, Mapu Huni Kuin.

O encerramento será marcado pela realização de caminhadas nos 22 municípios do Acre. A semana é uma realização do governo do Estado, prefeitura de Rio Branco, Ufac, Associação Brasileira de Redução de Danos (Aborda), Ministério Público do Estado do Acre (MPAC). A 5ª Semana Sobre Drogas tem ainda o apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A exposição reúne obras do artista acreanos Rosemir D’Holanda (Foto: Val Fernandes/Secom)
Expressão corporal

Mais que uma terapia ocupacional, a arte é uma expressão do corpo e mente dos pacientes do Caps AD, em Rio Branco. Os produtos confeccionados por eles foram apresentados em uma exposição promovida durante a abertura da quinta Semana Estadual sobre Drogas.

Entre os trabalhos, destacam-se as obras de Rosemir D’Holanda, 40 anos, que faz tratamento no a unidade de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas. Para essa mostra, o artista se inspirou nos povos do Acre: índios, extrativistas e ribeirinhos.

“A arte me ajudou a crescer como pessoa, controlar meus impulsos e mente. Hoje, eu vivo do meu trabalho e, em parceria com o Caps, pretendo dar aula para crianças assistidas pela Rede Pública”, contou.

Paralelamente, foi realizada uma mostra dos produtos confeccionados pelo público do Projeto Arte de Ser – iniciativa que atende portadores ou não portadores de transtornos mentais, internos do Hospital de Saúde metal do Acre e comunidade em geral.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

FESTIVAL DA CANÇÃO ESTUDANTIL REALIZA AUDIÇÃO E CLASSIFICA 15 SEMIFINALISTAS EM TARAUACÁ


Na noite desta sexta feira, 16 de junho, a comissão Organizadora do Festival Estudantil da Canção – FEC 2017, realizou a primeira seletiva entre os 30 estudantes inscritos no município. Apenas 15 participarão da grande semifinal precista para acontecer no dia 22 de julho. A próxima fase é a dos ensaios que acontecerão no Galpão de Cultura com a banda base do evento.

O FEC é a maior festa da juventude estudantil do Acre. É por meio dele que novos talentos são descobertos no campos das artes, música e danças. em Tarauacá participam do festival alunos do ensino médio matriculados nas escolas Djalma Batista, João ribeiro e Instituto Federal do Acre – IFAC.


Uma das novidades deste ano é a participação dos alunos de todo o estado. Nos municípios haverá seleção, e os selecionados participarão da grande final em Rio Branco, no dia 26 de agosto. As músicas apresentadas podem ser autorais ou interpretações.
Prêmios

Além de troféus, os participantes concorrerão a premiações, nas modalidades autoral e intérprete, sendo elas de R$ 4 mil para o primeiro, R$ 3 mil para o segundo e de R$ 2 mil para o terceiro colocado. A premiação é tida como um incentivo para os candidatos, pois o principal intuito do projeto é a interação entre os alunos de diversas escolas e a produção musical e outras linguagens artísticas nos contextos escolares.


Organização

O concurso é promovido pelo governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), da Assessoria de Juventude (Assejuv) e parceiros nos municípios.



Classificados em Tarauacá para a semi-final. 

EMIKA MAIKA CACAU DA SILVA

DÉBORA PERES

SAMOM VIANA FREITAS

KAROLINE DE PAULO

MAIRA LIS SOUZA

KARINA DA SILVA LUIZ

ERYÁ LUIZA RINHANTA

MATHEUS FERREIRA NORUEGA

KEILA ABREU

MAYARA ARAÚJO

MARIA EDUARDA

LAURA BAYMA ARAÚJO

ANITA LIMA SILVA

IVANEIDE FRANÇA

ELINE RAMOS

fonte: Portal Tarauacá

sábado, 17 de junho de 2017

QUERO LER DE TARAUACÁ REALIZA BUSCA ATIVA DE ALUNOS DO BAIRRO COPACABANA


A Coordenação do Programa Quero Ler realizou recentemente a chamada "busca ativa" de alunos jovens e adultos não alfabetizados que residem no bairro de Copacabana. A ação teve apoio da Coordenadora do Núcleo de Educação, Professora Francisca Aragão, Diretora da escola Delzuite Barroso, Professora Dalva da Silva Ponte, professoras alfabetizadoras, Francisca Priscila, Antônia Pedrosa, Antônia Braga, Antônia Leidimar e Dalva Dourado. 


De acordo com o professor Francisco Sousa (Moço) que é o Coordenador do Programa "Quero Ler' em Tarauacá, todos os esforços dos educadores em buscarem os alunos nas suas casas pra que voltem à escola, são importante. "A busca ativa tem por objetivo principal, o 'resgate' de alunos que por alguma razão deixaram de ir para a escola. A nossa equipe vai até a residencia do mesmo, conversa com ele e com sua família para incentivar a volta e a permanência no processo de alfabetização" disse o coordenador. 














 



 


quinta-feira, 15 de junho de 2017

Quero Ler: a persistência pelo aprendizado que transforma vidas

Sandra e a filha Adriele ao lado de Josefa, Creuza e Chagas formam uma das turma do Quero Ler (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Aos 30 anos, Sandra Apurinã firma o giz nas mãos para, com orgulho, escrever seu nome na lousa de uma das salas de aula do programa Quero Ler. Um ato simples, mas que para a amazonense, natural de Pauini, é uma conquista.

Sandra conta que não estudou na infância porque perdeu a mãe ainda criança. O pai era alcoólatra. Com a vida familiar desestruturada, foi crescendo na casa de outras pessoas, auxiliando em serviços domésticos e longe da escola. “Saí de casa cedo para morar com meu ex-marido”, relembra a indígena.

Aos 14 anos, a indígena casou. “Ainda tentei estudar uns dias, mas meu ex-marido era muito ciumento, então parei”, explica a estudante.

Sandra fugiu do ex-marido e veio morar no Acre. “Meu ex-marido era ciumento demais e eu estava numa situação difícil. Meus filhos ficaram com os avós”, detalha.

Depois que se mudou para Porto Acre, a dona de casa decidiu voltar a estudar, mas confessa que mais uma vez deixou a escola. Dessa vez, o alcoolismo foi o que a distanciou da vida estudantil. “Eu bebia demais. Não deu certo também.”

A história de Sandra Apurinã tomou novos rumos quando ela se mudou para Rio Branco e conheceu a professora Creuza Crispim. “Vim trabalhar na casa de uma mulher e o filho da minha patroa conhecia a professora Creuza. Ele perguntou se eu queria estudar e eu disse que sim”, conta.

Mas a ex-doméstica admite que faltava muito às aulas e, mais uma vez, não aprendeu a ler e escrever.


Escrevendo novos sonhos

Em 2016, enfim, tomou a decisão de priorizar sua alfabetização. “Eu pensei: Sou nova, tenho 30 anos e preciso aprender a ler e escrever”, ressalta a estudante.

Creuza Crispim, professora da rede de ensino do Estado, começou a dar aulas aos 14 anos, quando morava em Belém (PA). Depois, fez Magistério e ao concluir, seguiu para a formação em nível superior em Matemática. “Ela é uma professora muito boa. Dou graças a ela por estar aprendendo”, enaltece a estudante.

Sandra enfrenta uma luta diária para priorizar seu aprendizado. Casou-se novamente e teve mais duas filhas. As aulas de sua turma no Quero Ler iniciam por volta das 19h, mas antes ela precisa deixar a casa e o jantar da família pronto. Ela leva para aula a filha Adrielle, de 5 anos, enquanto a outra, Viviane, 3 anos, fica com o esposo, em casa.

“Estou vivendo o momento mais feliz da minha vida porque estou aprendendo. Já consigo assinar meu nome. Se eu for ao Terminal, sei que ônibus pegar. Dia desses, o pessoal [agentes de endemias] que faz a fiscalização da dengue foi lá em casa e, depois da visita, eles pedem para a gente assinar. Eu consegui assinar meu nome todo. Estou muito feliz mesmo. No último ano avancei mais. Tem palavras que eu já sei”, garante a dona de casa.

Aos 30 anos, Sandra revela que não pretende mais parar de estudar e nutre sonhos de um futuro melhor.

“Meu sonho é passar disso aqui e terminar. Eu falo para o meu marido que não vou mais parar. Ele diz que não vai cuidar de menino, mas eu digo ‘você vai cuidar’. Me arrumo e venho para a aula. Meu futuro é o estudo. É o que eu tenho. Antes, eu não pensava assim. O marido hoje está comigo, amanhã pode não está. Meu futuro é para os meus filhos e, mais na frente, espero arrumar um emprego”, anuncia a estudante.

Tião Viana pontua que Acre investe R$ 26 milhões em educação de jovens e adultos (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Força tarefa contra o analfabetismo

O programa Quero Ler, do governo do Acre, executado pela Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEE) iniciou sua segunda etapa em março deste ano com 8.008 alunos em sala de aula, de acordo com Evaldo Viana, secretário adjunto da Secretaria de Educação e coordenador do programa.

“Este mês vamos iniciar mais uma etapa do programa. A previsão inicial era de 12.700 alunos, mas nós já estamos com 14.705 alunos. Em setembro, começa outra etapa de 10.450 alunos. Em fevereiro de 2018, terá início à última fase, com 9.055 alunos”, anunciou o coordenador.

De acordo com Evaldo Viana, ainda serão incluídos também alunos de mais uma etapa do programa Brasil Alfabetizado, cerca de 8.500 alunos. “Para chegar aos 60 mil alfabetizados, meta estipulada pelo governador Tião Viana, ficam faltando mais 2.604 que serão alfabetizados pelos municípios”, completou o gestor.

O secretário adjunto observou que a expectativa do Estado era que se chegasse ao número máximo de 50 mil alunos alfabetizados, porém essa meta foi ultrapassada.

Tião Viana pontua que mesmo diante da crise financeira, o Acre tem investido mais de R$ 26 milhões na Educação pública visando à alfabetização de jovens e adultos.

“O programa Quero Ler é a maior força-tarefa que nós já assumimos como desafio para a educação no Estado. De todo o esforço, de toda grande transformação que a educação do Acre vem passando nos últimos 16 anos, nós temos agora força tarefa para zerar o analfabetismo no Acre”, enfatizou o governador.

A proposta do Quero Ler é dar às pessoas com idade a partir de 15 anos as condições de conhecer as letras, para que possam ler e não sejam analfabetos funcionais.

Tião Viana frisa que isso permite que os alfabetizados possam acreditar mais em si, aumentando a autoconfiança, melhorando suas oportunidades para pensar em trabalho, renda, qualidade de vida e entender melhor os desafios dos tempos atuais.

“Estamos indo aos lugares mais distantes do Acre em busca das pessoas que queiram estudar, das florestas em Marechal Thaumaturgo até às comunidades em Tarauacá, Assis Brasil, nas aldeias indígenas, na Cidade do Povo e em Rio Branco”, pontuou Tião.

Aos 53 anos, Adair do Nascimento decidiu priorizar os estudos (Foto: Diego Gurgel/Secom)
A determinação de quem decidiu vencer o tempo

O governador enaltece o trabalho dos educadores e a força de vontade e confiança dos alunos que se dispõem a sair de suas casas todas as noites para participar das aulas. “A leitura é algo revolucionário na vida das pessoas. Obrigado aos mais de 14 mil alunos do Quero Ler e aos mais de mil professores que nos ajudam a vencer esse desafio”, agradeceu.

A mesma gratidão que Tião Viana expressa pelos educadores, o pedreiro Adair do Nascimento, 53 anos, também revela ter pela professora Maria do Socorro.

Adair já está alfabetizado, mas antes de chegar ao mundo das letras e números passou por situações que o constrangeram por não saber ler e escrever. Dentre tantas, uma foi determinante para que ele tomasse a decisão de buscar a alfabetização.

Ele conta que um dia precisou participar de uma audiência no Fórum da capital. Na ocasião, precisou utilizar o elevador, mas como não lia, contou com auxilio de uma mulher que estava no local.

“Eu entrei com ela no elevador e quando ela desceu, sai seguindo-a pelo corredor. Numa certa altura, ela me parou, me olhou e pediu minha identidade”, relata o pedreiro.

Ao olhar o documento de identificação, a mulher notou que Adair do Nascimento não era alfabetizado.

“Ela virou para mim e disse: ‘O senhor estava entrando no banheiro feminino junto comigo. Mas pelo que vi o senhor não sabia disso. Não sabe ler o que está escrito nessa porta’. A mulher era juíza. Poderia ter me prendido. Ela foi educada e me levou até a sala da audiência. Nunca senti tanta vergonha. Daquele dia em diante, resolvi que ia estudar”, expôs Adair do Nascimento.

Promessa feita, promessa cumprida. Adair matriculou-se na escola e começou a estudar. Hoje ele é o aluno com mais frequências nas aulas de uma das turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), na Escola Professora Raimunda Para, na Cidade do Povo.

“Venho para a aula mesmo com febre, doente. Sei que se eu perder qualquer aula, vou sentir falta no outro dia. Já sei ler, troquei minha carteira de identidade por uma que tem meu nome assinado e sei fazer contas”, indica Adair mostrando seu caderno com cálculos de soma e subtração.

A professora do pedreiro atesta: “Se olhar a caderneta, ele tem todas as presenças. Nem mesmo o cansaço do dia de trabalho vence a vontade dele. Para um professor isso é gratificante de ver. Já o vi aqui com febre, cansado, mas ele estava focado na aula para sempre aprender mais”, conclui a professora Maria do Socorro.

Adair do Nascimento mostra sua nova Carteira de Identidade, agora com sua assinatura (Foto: Diego Guegel/Secom)

Fonte: Agência de Notícias do Acre

terça-feira, 13 de junho de 2017

GOVERNO DO ESTADO OFERECERÁ 300 VAGAS DE CURSOS TÉCNICOS PARA ALUNOS DO ENSINO MÉDIO


A Secretaria de Estado de Educação e Esporte vai selecionar alunos da Rede Pública Estadual de Ensino para ingressarem em Cursos Técnicos de Nível Médio concomitante com o Médio Regular a serem ofertados pelo Instituto Dom Moacyr Grechi – IDM. 



Para Tarauacá são em média 300 vagas, para estudantes de 15 a 19 anos, preferencialmente, alunos matriculados no 2º do ensino médio. 

As inscrições no município serão realizadas na Escola de Ensino Médio Djalma da Cunha Batista. 
 
Nesta quarta 14/06/2017,sera realizado um Seminário no auditório da escola, com a apresentação dos cursos do MedioTec, destinado aos aluno do 2° ano do, nos três turnos sendo: 

Manha: 9h
Tarde: 15h
Noite: 19h

As as normas e condições estabelecidas no Edital e a legislação pertinente, oferecidos  atendendo a uma nova ação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC, denominado MedioTec, com base na Portaria 817, de 13 de agosto de 2015 e formação de cadastro reserva em quantidade igual ao número de vagas, conforme especificado no Anexo I. 


O que é o MedioTec?

O MedioTec é uma ação do Pronatec/Bolsa-Formação, que visa a oferta de cursos técnicos concomitantes ao ensino médio para alunos regularmente matriculados nas redes públicas de educação. A oferta será realizada no contra turno em que o aluno cursa o ensino médio regular.

Requisitos de acesso: 

Idade: 15 a 19 anos, preferencialmente para alunos matriculados no 2º do ensino médio. Obrigatoriamente tem que ter Cadastro de Pessoa Física - CPF.

Para concorrer a vaga é necessário realizar a inscrição através do Edital publicado pela Secretaria de Educação.



ESTADO DO ACRE 
Secretaria de Estado de Educação e Esporte 
Gabinete do Secretário 

EDITAL Nº 31/2017, DE 09 DE JUNHO DE 2017. 

PROCESSO SELETIVO DE INSCRIÇÃO DE ALUNOS PARA OS CURSOS TÉCNICOS NA MODALIDADE CONCOMITANTE COM O MÉDIO REGULAR EM 2017 E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA. 


O SECRETÁRIO DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE, no uso das atribuições legais, torna público o PROCESSO SELETIVO de alunos para Cursos Técnicos de Nível Médio concomitante com o Médio Regular, de acordo com as normas e condições estabelecidas neste Edital e a legislação pertinente, oferecidos por esta Secretaria, atendendo a uma nova ação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC, denominado MedioTec, com base na Portaria 817, de 13 de agosto de 2015 e formação de cadastro reserva em quantidade igual ao número de vagas, conforme especificado no Anexo I. 

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: 

1.1 O presente Processo Seletivo será regido por este Edital e conduzido pela Secretaria de Estado de Educação e Esporte, que designará uma comissão técnica para este fim. 

1.2 A Secretaria de Estado de Educação e Esporte tem a responsabilidade de selecionar alunos da Rede Pública Estadual de Ensino para ingressarem em Cursos Técnicos de Nível Médio concomitante com o Médio Regular a serem ofertados pela Instituição de Ensino de Educação Profissional parceira, o Instituto de Desenvolvimento da Educação Profissional Dom Moacyr Grechi – IDM. 

1.3 O Processo Seletivo destina-se ao preenchimento de 2.788 (duas mil setecentas e oitenta e oito) vagas destinadas para Cursos Técnicos, com carga horária mínima de 800 (oitocentas) horas e máxima de 1.800 (mil e oitocentas) horas, visando formar profissionais para atuarem em atividades referentes às áreas de Ambiente e Saúde, Controle e Processos Industriais, Gestão e Negócios, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Cultural e Design, Recursos Naturais, Segurança, Turismo, Hospitalidade e Lazer. 

1.3.1 As vagas serão distribuídas por Centro de Educação Profissional e Tecnológica do IDM, conforme Anexo I. 

1.3.2 As vagas serão distribuídas por escola de Ensino Médio nos municípios de Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado de Educação e Esporte Gabinete do Secretário Walter, Rio Branco Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Senador Guiomard, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri, conforme Anexo I deste Edital. 

1.4 Os cursos integram o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC, em uma nova ação denominado MedioTec. 

2. DOS REQUISITOS DE ACESSO 

2.1 O candidato, no ato da matrícula, deve obrigatoriamente comprovar: 

2.1.1 Idade e escolaridade mínimas exigidas para o curso: 15 (quinze) anos e cursando o 2º ano do ensino médio. 

2.1.2 Ter Cadastro de Pessoa Física – CPF. 

2.1.3 Ser beneficiário do bolsa família. 

2.1.4 Ter frequência escolar com no mínimo 75% (setenta e cinco por cento) de participação 

2.1.5 Ter aproveitamento escolar de no mínimo 6,0 (seis) na média global. 

2.2 A escola em que o candidato se inscrever encaminhará à Secretaria de Estado de Educação e Esporte, até o dia 20/06/2017, a ficha de inscrição dos candidatos. 

3. DO PERÍODO E PROCEDIMENTOS PARA AS INSCRIÇÕES: 

3.1 O período das inscrições compreenderá os dias 12/06/2017 a 19/06/2017, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h, nos locais de inscrição indicados no Anexo II do presente edital. 

3.1.1 A inscrição deverá ser feita na escola na qual o candidato esteja matriculado. 

3.1.2 O candidato só poderá se inscrever em apenas um dos cursos ofertados. 

3.1.3 Em hipótese alguma será realizada a inscrição com documentação incompleta (inscrição provisória, condicional ou sem documentação), nem através de correspondência postal, fax-símile ou via internet. 

3.1.4 A ficha de inscrição deverá ser preenchida sem rasuras, datada e assinada pelo candidato, em conformidade com o Anexo III. 

3.1.5 A inscrição será realizada sem custo algum para o candidato. 

4. DO PROCESSO SELETIVO 

4.1 O Processo Seletivo será por meio de SORTEIO PÚBLICO, que se realizará no Auditório da Secretaria de Estado de Educação e Esporte, no dia 22/06/2017, às 9h. Participarão do sorteio os candidatos que atenderem aos requisitos de acesso. 

4.2 O SORTEIO PÚBLICO será de caráter eliminatório e classificatório. O candidato sorteado será classificado pela ordem nominal do sorteio e de acordo com o número de vagas destinadas por curso. 

4.3 Durante o SORTEIO PÚBLICO serão convidadas 02 (duas) pessoas presentes, maiores de idade, devidamente identificadas, para participar dos procedimentos do sorteio. 

4.4 Os candidatos poderão comparecer ao local de realização do sorteio, porém não há obrigatoriedade de comparecimento. 

4.5 O sorteio será realizado por meio de fichas contendo o número de inscrição e o nome dos candidatos.As fichas serão depositadas em uma urna. 

4.6 As fichas serão retiradas da urna aleatoriamente. 

4.7 A sequência das fichas sorteadas representará a ordem de classificação dos candidatos, respeitando-se o número de vagas titulares e reservas. 

4.8. Além do sorteio dos candidatos que preencherão as vagas previstas neste Edital, também será sorteado o mesmo número de vagas para composição do cadastro de reserva. 

4.9. Ao final do processo, será redigida uma ata do sorteio público, assinada pelos representantes da comissão responsável pelo Processo Seletivo e pelas pessoas convidadas, conforme o item 4.5. 

5. DA CLASSIFICAÇÃO 

5.1 A lista dos candidatos sorteados será divulgada no site da Secretaria de Estado de Educação e Esporte e afixada no mural das escolas especificadas no Anexo II, a partir do dia 26/06/2017. 

5.2 O resultado final do Processo Seletivo será divulgado no Diário Oficial do Estado do Acre, no dia 27/06/2017. 

6. DA MATRÍCULA 

6.1 Os candidatos selecionados,após divulgação no mural das escolas e no Diário Oficial, deverão efetuar sua matrícula no local especificado no Anexo IV; ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado de Educação e Esporte Gabinete do Secretário 

6.2 A Comissão Técnica da instituição demandante realizará no Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica – SISTEC, durante o período de 26/06/2017 a 26/07/2017, o procedimento de pré-matrícula dos candidatos selecionados. 

6.3 A confirmação da matrícula pelo candidato pré-matriculado deverá ser efetuada no local especificado no ANEXO IV, no prazo máximo de até 07 (sete) dias após a pré-matrícula no SISTEC. 

6.3.1 O candidato será informado via contato telefônico constante na ficha de inscrição, o período que deverá comparecer a Unidade de Ensino, conforme item 6.3. 

6.4 Para a confirmação da matrícula, o candidato pré-matriculado deverá apresentar os seguintes documentos: 

• Declaração da escola na qual está matriculado, que comprove matrícula e frequência no 2º ano do ensino médio ou no 1º ano (para os cursos específicos) na rede de escolas estaduais; 

• Original e cópia dos documentos pessoais, a saber: CPF e RG (no caso de não possuir RG, apresentar Certidão de Nascimento) e comprovante de endereço atual; 

• Cópia de documento bancário que comprove existência de conta poupança ou conta corrente ativa no nome do aluno; 

• Cópia do cadastro de credor como bolsista na Secretaria da Fazenda – SEFAZ; 

• Cópia dos documentos pessoais do representante legal (quando se tratar de alunos menores de idade). 

6.5 No ato da confirmação da matrícula na instituição ofertante, o aluno assinará um Termo de Compromisso e a Ficha de Matrícula. 

6.6 O candidato selecionado que não confirmar sua matrícula no prazo estabelecido no item 6.3 deste Edital, será substituído pelo candidato do cadastro de reserva, obedecendo-se a ordem de classificação. 

7. DISPOSIÇÕES FINAIS 

7.1 A inscrição do candidato implicará na aceitação das normas contidas no presente edital. 

7.2 O candidato selecionado poderá obter informações junto à Comissão Técnica, após a divulgação do resultado no mural da escola. 

7.3 Será obedecida de forma rigorosa a ordem de classificação para o preenchimento das vagas. 

7.4 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Técnica designada pela Secretaria de Estado de Educação e Esporte. 

7.5 Qualquer alteração nas regras fixadas neste edital deverá ser feita por meio de outro edital. 

MARCO ANTÔNIO BRANDÃO LOPES 
Secretário de Estado de Educação e Esporte

VEJA TODOS OS ANEXOS AQUI
Edital 31/2017 - SEE. - Diário Oficial do Estado - 09/06/2017.

domingo, 11 de junho de 2017

Governo cria a Escola de Gestores Escolares do Acre

Marco Brandão destacou a importância da Escola de Gestores no processo de formação dos profissionais (Foto: Mardilson Gomes/Assessoria SEE)
Com visão estratégica voltada para o futuro, a Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), instituiu a Escola de Gestores Escolares do Estado do Acre. O ato que representa um marco para a educação acreana foi realizado na tarde da última sexta-feira, 12, em Rio Branco.

A coordenação que agora integra a estrutura da pasta da educação tem como prioridade ofertar a formação continuada, em serviço, para os profissionais das áreas administrativas e de gestão, de toda a rede pública do Estado.

Sob o comando da Diretoria de Gestão Estratégica e Relações Institucionais, atenderá prioritariamente titulares da direção, servidores da secretaria escolar, das coordenações de ensino, gestão e administrativa, totalizando 252 profissionais de cada segmento.

Durante o lançamento da Escola de Gestores, o secretário da SEE, Marco Brandão, destacou a importância dela no processo de formação dos profissionais e disse que a educação precisa romper as barreiras do tempo e do espaço e se adequar as necessidades exigidas pela geração do século 21.

Lembrou ainda que os cursos serão ofertados na modalidade a distância, que consiste na utilização dos meios tecnológicos como ferramentas no processo de ensino aprendizagem.

“Estamos anunciando para vocês um desafio, que também é nosso. Muito mais do que um curso, entendam isso como um desafio de vida, entendam como um desafio necessário, para que vocês sejam, de fato, os diretores e servidores que as nossas escolas precisam, para que assim possam fazer mais e melhor o que vocês já fazem muito bem. Vamos a luta!”, enfatizou Brandão.

O deputado estadual Daniel Zen, também participou do evento e ressaltou o papel do servidor público no desenvolvimento da educação básica. “A Escola de Gestores vem para aprimorar e desenvolver nos profissionais, as competências e habilidades de gestão e liderança, que são essenciais nos processos educacionais de transformações sociais dos nossos estabelecimentos de ensinos”, destaca.

Os deputados Daniel Zen e Léo de Brito prestigiaram o evento (Foto: Mardilson Gomes/Assessoria SEE)
Léo de Brito, deputado federal que também prestigiou o evento, disse que a educação do Acre já é uma escola de gestores. “A experiência do Acre já é uma experiência de escola de gestores escolares, nós estamos aqui apenas institucionalizando isso. Por que do ponto de vista normativo, o processo de formação continuada é fundamental, já que a gestão está em permanente mudança, e os gestores precisam estar preparados para os novos desafios”, ressaltou o parlamentar.
A Escola

A escola ofertará cursos de formação e certificação na modalidade à distância, por meio da plataforma ead.see.ac.gov.br. Sua criação atende as metas 2 e 3 do Plano Estadual de Educação e a Lei 3.141/16, que regula a necessidade de oferta do curso de certificação para os interessados em concorrerem à função de diretor escolar, com exames de certificação, para um mandato de quatro anos.
Da capital ao interior

A princípio, a Escola de Gestores contará com polos de referência em Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Acrelândia, Tarauacá, Feijó, Sena Madureira, Brasileia e Xapuri. A atuação se dará por meio da parceria com os Centros de Educação Profissional do Estado (CEDUP), que já atuam nas respectivas cidades.

“A nossa equipe [da Escola de Gestores] está há quase três anos trabalhando, aprendendo, buscando os melhores mecanismos, com experiências de outros locais, para trazer para os servidores acreanos essa plataforma, que vai ajudar a se qualificarem melhor para os cargos que exercem. Ela não é uma obra acabada, por que vai ser refeita rotineiramente, para que possa responder com eficácia as demandas das instituições da nossa região”, disse Weyder Oliveira, coordenador do programa.

FONTE: AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO ACRE