terça-feira, 29 de novembro de 2011


PAUTA DO ENCONTRO COM OS GESTORES, COORDENADORES DE ENSINO E PEDAGÓGICOS

DATA: 29/11/2011
HORÁRIO: 15 horas
LOCAL: Centro de Educação Permanente - CEDUP
Ø Cumprimentos;
Ø Objetivo do encontro:
·        Discutir o processo ensino e aprendizagem dos alunos que passaram pelo apoio pedagógico e
·        Informar sobre os recentes encontros realizados pela SEE.
Ø Cumprimento da carga horária e dias letivos.
Ø Escolas de Ensino Fundamental - quando enviar a documentação para o Ensino Médio deve ser o certificado original ou o histórico escolar, também original.
Ø Eleição para gestores escolares.
Ø Alterações da Lei n° 1513/2003.
Ø Palestra sobre o uso de entorpecentes nas escolas
Ø Analfabetismo.
Ø A questão do bullying.
Ø Conferência Estadual da Diversidade Religiosa – distribuição do material. (Filosofia, Sociologia e História).
Ø Distribuição de materiais relacionados aos Direitos Humanos e o Atendimento às Vítimas de Violência.
Ø A escola precisa também cuidar da cidadania do aluno – alunos sem RG e CPF – Projeto Cidadão – PRONATEC.
Ø Cuidado com a energia;
Ø Encaminhar o ponto na data estabelecida – até o dia 15 de cada mês.
Ø Visita da gerente da CAFI no período de 15 a 28 de dezembro de 2011 – entrega do cronograma.
Ø Apoio Pedagógico – Como foi realizado? Quantos alunos foram atendidos? Desses, quantos avançaram? Há um registro do planejamento, acompanhamento, instrumentos de avaliação utilizados e os avanços de cada aluno?
Ø Entregar, por escola, as avaliações dos alunos do 2º ao 5º ano realizadas pela equipe do Núcleo e solicitar uma análise das referidas avaliações;
Ø Têm alunos com notas adequadas, mas com aprendizagem inadequada;
Ø Após a análise, qual providência cada unidade de ensino pode tomar?
Registrar no quadro as propostas apresentadas.

CONFERÊNCIA ESTADUAL DA DIVERSIDADE RELIGIOSA

No período de 21 a 23 de novembro realizou-se a Conferência Estadual da Diversidade Religiosa em Rio Branco, com a participação de professores do Ensino Religioso,  História, Filosofia, Sociologia, Coordenadores Pedagógicos e coordenadores de Núcleos dos Municípios, com o objetivo de revelar a identidade de cada um dos principais grupos religiosos presentes no Estado nestes últimos anos, através de uma Cartilha da Diversidade Religiosa, de conteúdo democrático e ecumênico, facilitando o diálogo inter-religioso e a cooperação entre Igrejas e Instituições Religiosas afins, orientadas para a paz, acidadania, a promoção dos direitos humanos, a democracia e outros valores universais.
Programação:

Nota de Pesar

                                                                                               
Nossos Pais descobrem que um ser está para nascer e trazer as suas vidas um brilho de luz.
 A cada sorriso, palavra, olhar ou suspiro, uma cachoeira de lágrimas parece inundar seus olhos de alegria e paz.
 Nos tornamos adolescentes e a busca pela independência é cada vez mais clara. A nossa vontade de conquistar espaço nos distância de quem sempre nos amará, esquecemos a família. Esquecemos de dizer o quanto os amamos.
                Mas um dia nossos entes queridos se vão. Quando menos esperamos e sem nenhum aviso, Deus tira de nós o que mais amamos.
                Em nosso peito apenas a dor de um punhal que a cada "meus pêsames" parece pesar.
                Nossos pensamentos divulgam para cada gota de sangue em nosso corpo a culpa de nunca ter dito: "te amo"; "preciso de você", "estou sempre aqui", "me preocupo", e como se não bastasse vem à frase mais forte "a culpa foi minha".

               Nossos sonhos caem por terra, nossa independência parece perder a importância.
              E a resposta para essa dor? O tempo e uma certeza:
              Quando amamos transmitimos em pequenos atos e gestos, e as palavras não importam mais; quando precisamos de alguém, sentimos sua presença, e as palavras não têm mais sentido; quando nos sentimos sós e abandonados, surge uma palavra ou um gesto e descobrimos que nunca estaremos sós.
              E a culpa? A culpa é da vida que tem inicio, meio e fim. A nossa culpa está apenas em amar tanto e sentir tanto perder alguém.
             Mas o tempo é remédio e nele conquistamos o consolo, com ele pensamos nos bons momentos. E com um pouco mais de tempo, transformamos nossos entes queridos em eternos companheiros.
            Nossos sonhos ganham aliados, nossa independência ganha acompanhantes, nossa vida conquista anjos.
            E no fim apenas a saudade e uma certeza:
            Não importa onde estejam, estarão sempre conosco.
Por isso, Unimo-nos as famílias da Professora Roseane e Profª Fátima, por ocasião do falecimento do Profº Hélio e do neto Juninho para prestar nossas condolências e homenagem na certeza da confiança inabalável no amor e na graça do Pai Bondoso.
Equipe do Núcleo de Educação

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Programa Mais Educação



Dia 22 de novembro de 2011, recebemos a visita do Coordenador do Programa Mais Educação Denison Brana e Karen que faz parte de sua equipe,  para uma conversa com os gestores escolares e Coordenadores do Mais Educação das escolas, com o objetivo de dialogar como vem sendo realizado o Programa, implantação, dificuldades e novas orientações. Para quem ainda não sabe, da Rede Estadual, estão participando do Programa a Escola Tupanir Gaudêncio da Costa, João Ribeiro, Edmundo Pinto e Delzuite Barroso.

Jornada de Gestão Escolar

Com o objetivo de fortalecer a Gestão Escolar, o MEC- Ministério da Educação e Cultura, resolveu promover a Jornada de Gestão Escolar com o objetivo de fortalecer a Gestão Escolar  e as Secretarias de Educação para ajudar as escolas a realizarem um trabalho participativo e transparente, através da ferramenta de gestão- PDE, na tentativa de melhorar os índices e indicadores. Essa parceria do MEC junto às escolas é muito importante para que  a qualidade do ensino atinja patamares de excelência. Para isso, foi enviado vários consultores para realizar essa formação. Para  o Acre, contamos com a presença da Consultora Luciene Ferreira, que muito veio contribuir para a efetivação desta ferramenta de gestão, tão apoiada pelo Secretário de Educação que objetiva tornar o PDE uma ferramenta forte  para auxiliar o gestor escolar.
Essa iniciativa precisa acontecer mais vezes. O MEC deve procurar sempre ouvir as escolas e ajudar com formações para que os profissionais possam ter as orientações necessárias.

 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

1ª oficina da Jornada de Gestão Escolar em Tarauacá


OBJETIVO:
·         Superar a visão do PDE Escola como ferramenta de “repasse de recursos” e consolidá-lo como instrumento de apoio à gestão escolar, abordando as três principais etapas do “ciclo de gestão” de projetos e programas: planejamento, execução/monitoramento e avaliação.
ACOLHIDA:
* Leitura do texto “Jornada de Gestão Escolar”;
* Estudo do Decreto 6.094 de 24 de abril de 2007 e DIRETRIZES- orientaçõesaos Sistemas Estaduais e Municipaisque aderirem ao Compromisso Todos pela Educação.
* Tempestade de idéias:
1- Definir gestão em três palavras. (o formador vai escrevendo as respostas dos grupos.)
2- Em grupo, escrever no papel manilha o que PDE escola?
3- O que é Gestão Escolar?
4- O que é Ciclo de Gestão?
( Após as respostas, discussão no slide)
* Dividir em grupos, distribuir o texto “O ciclo de Gestão” e expor para os colegas com base no texto o que éCiclo de Gestão.
* Dividir em grupos e pedir que respondam:
- A partir das suas experiências na escola, qual a concepção sobre o PDE escola?
- E como a escola o concebe?
- Como você ver o planejamento?
- Como as escolas ver o PDE- escola?
( Após as respostas, discussão no slide – Constituição, a LDB e o art. 15 )
* Atividade – dramatização gestão democrática.
* Exibição do vídeo: Gestão participativa.
* Exibição do vídeo “O senhor dos anéis”.
* A partir do vídeo, conceitue gestão participativa. (Tempestade de idéias)
* No papel manilha, o grupo irá conceituar o que é Gestão Participativa e apresentar.
* Slide-Conceito de gestão participativa.
* Atividade: Tempestade de idéias
- O que é executar? Em três palavras
- o que é monitorar?
* Leitura do texto “Monitoramento”.
- Com base no texto, responder:
1- Como é feito o monitoramento do PDE pela escola? E como deveria fazê-lo?
2- Por que é importante monitorar?
* Slide sobre Execução e monitoramento.
*Formar 6 grupos;
* Entregar as resoluções 17 e 25;
* Entregar os casos e solicitar que respondam com base na resolução.
* Apresentação dos grupos;
* Análise conjunta no slide.
* Orientação do site simec, FNDE.
* Avaliação da 1ª oficina – Acessar o site do pdescola e preencher a ficha de avaliação.




 No final da formação, cada escola recebe o Painel com o Ciclo de Gestão. Quando concluir a 2ª oficina, receberá o 1º selo. Quando concluir a 3ª oficina, receberá o segundo selo e o último será enviado pelo MEC.